Jo 15 , ( 12-13)



As celebrações da Semana Santa são sempre muito intensas e a nivel pessoal tanto a Adoração da Cruz como a grande noite da Vigilia têm um significado bastante intenso na minha vida.
Faz-me sempre ficar tão pequenina perante esta doação de Cristo por mim , e faz-me sempre pensar mais neste mistério morte / vida.

É diante da morte que o enigma da condição humana atinge o seu ponto mais alto, acreditar verdadeiramente neste misterio significa recebermos uma vida nova em Cristo.
Na sociedade a morte é um assunto tabu , assunto que não se pode tocar nem falar , as pessoas refugiam-se em tudo o que a vida ofereçe e ganham o mais possivel bens materiais na esperança deste misterio se afastar pelo menos por muitos anos.
Qual era a necessidade deste Cristo vir á terra senão para nos deixar ensinamentos de amor, quem é a pessoa que hoje consegue morrer para o outro ?

A vida apresenta muitas vezes acontecimentos de sofrimento , de perda , de infelicidade , de revolta , acontecimentos que nos colocam no sofrimento acabando por cair na morte e é dando a volta por cima destes acontecimentos que conseguimos renascer para uma nova vida.
Ter consciencia da morte , ajuda a iluminar o caminho da vida.
Deus não nos criou para a morte , mas para a vida.
Se acreditarmos plenamente neste misterio , melhor viveremos a nossa vida e melhor nos conseguimos dar ao outro.
Ele próprio nos disse que a densidade máxima do amor se atinge quando alguém dá a vida pelos que ama.

Seremos felizes se gastarmos a nossa vida em causas de amor para com quem precisa , assim teremos a certeza que a morte não tem sentido de tragedia sem saida , pois aqueles que passaram a vida a amar souberam ir morrendo aos poucos para o seu egoismo
Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos seus amigos” (Jo 15, 12-13).

Quem amou até à morte nasceu para a plenitude da vida

Comentários

Anónimo disse…
Faz todo o sentido esta tua reflexão , eu faço serviços de voluntariado e sinto que ao dar um pouco de mim todos os dias que Deus me ajuda a ultrapassar os meus medos e as minhas "mortes " do dia a dia..
Obrigado
Beijinho
Lina disse…
Gostei...muito :)
Beijo, fica com Deus.
Rain Sister disse…
Ando a tentar seguir estes conselhos. Beijinhos
Mariana disse…
Grande refleção esta Orquidea, gostei muito até porque hoje ninguem quer pensar na morte , os refugios sao muitos para nos esquecermos deste tema, mas se Cristo habitar em nós .....não temos medo de nada.
Bj
Anónimo disse…
Olá Orquidea!Apreciei o q escreveste.
Mas...no decorrer dos nossos dias, no decorrer da nossa vida quem dá a vida pelos amigos?
Ouvimos dizer amar os outros na fé, amar os outros como irmãos amar, amar....será mesmo.Pronunciar é mesmo facil e na realidade!
Bjs
Orquidea disse…
Experimenta e verás se é verdade ou não ou que aqui escrevo, olha que eu só transmito o que vivo na realidade , e posso -te garantir que é muito bom viveres para os outros.....só com experiencias de vida é que se entende e claro sozinho não se consegue mas se deres o exemplo verás se alguem te segue ....
Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Assinado : DEUS

Ás vezes não me reconheço

Liberdade de coração